Direito de Tratar – Obesidade é um movimento voltado à aprovação da Lei 13.454/2017 que libera a produção, comercialização e consumo dos produtos sibutramina, femproporex, anfepramona e mazindol, mediante receita médica de apresentação e retenção obrigatória para compra apenas em farmácias e drogarias.

Visa defender o direito do tratamento à obesidade com o apoio de medicação adequada às diversas necessidades e aos mais diferentes perfis de pacientes.

Possui os seguintes pilares:

  • Direito do médico especialista de escolher a melhor prescrição, de acordo com a necessidade, histórico e perfil de paciente;
  • Direito do paciente obeso ou com sobrepeso de receber o tratamento para redução de peso de acordo com sua individualidade: afinal um obeso tem perfis, necessidades e, muitas vezes, comorbidades diferentes;
  • Direito à indicação terapêutica específica de medicamentos próprios para obesidade, evitando-se, assim, o uso inadequado de produtos desenvolvidos para outras doenças e ainda em fase de comprovação de eficácia contra a obesidade;
  • Combate ao mercado negro de produtos para a obesidade e consequente inibição da automedicação.

Este movimento acredita que a obesidade é uma doença que tem controle e que a indicação de medicamentos é somente parte desse controle. Jamais deixaremos de lembrar que o apoio nutricional, emocional e exercícios físicos são partes fundamentais neste processo.